1. Procurador-geral dos EUA sobre Trump: Os seus tweets constantes “tornam impossível o meu trabalho”  Expresso
  2. Trump diz que tem o direito de interferir em casos judiciais  Jornal de Notícias
  3. Procurador-geral dos Estados Unidos: "Os tweets de Trump tornam o meu trabalho impossível"  RTP
  4. William Barr queixa-se que críticas de Trump tornam trabalho impossível  Notícias ao Minuto
  5. Redução de pena a ex-consultor. Trump diz que tem o direito de interferir em casos judiciais  Observador
  6. Ver cobertura completa no Google Notícias
Queixa feita durante uma entrevista surge numa altura em que William Barr enfrenta uma chuva de críticas. Em causa está a decisão do Departamento de Justiça ao recuar quanto à recomendação inicial sobre a sentença a aplicar ao consultor político, aliado de Trump, Roger StoneQueixa feita durante uma entrevista surge numa altura em que William Barr enfrenta uma chuva de críticas. Em causa está a decisão do Departamento de Justiça ao recuar quanto à recomendação inicial sobre a sentença a aplicar ao consultor político, aliado de Trump, Roger Stone

Expresso | Procurador-geral dos EUA sobre Trump: Os seus tweets constantes “tornam impossível o meu trabalho”

Queixa feita durante uma entrevista surge numa altura em que William Barr enfrenta uma chuva de críticas. Em causa está a decisão do Departamento de Justiça ao recuar quanto à recomendação inicial sobre a sentença a aplicar ao consultor político, aliado de Trump, Roger StoneQueixa feita durante uma entrevista surge numa altura em que William Barr enfrenta uma chuva de críticas. Em causa está a decisão do Departamento de Justiça ao recuar quanto à recomendação inicial sobre a sentença a aplicar ao consultor político, aliado de Trump, Roger Stone

Expresso | Procurador-geral dos EUA sobre Trump: Os seus tweets constantes “tornam impossível o meu trabalho”

O presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou que tem o direito de interferir num processo judicial, mas que até agora decidiu não o fazer, a propósito da redução de pena de um seu antigo consultor.O presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou que tem o direito de interferir num processo judicial, mas que até agora decidiu não o fazer, a propósito da redução de pena de um seu antigo consultor.

Trump diz que tem o direito de interferir em casos judiciais - JN

O procurador-geral dos EUA, William Barr, até agora um fiel aliado do Presidente, Donald Trump, garantiu que as críticas do presidente estão a tornar "impossível" fazer o seu trabalho e avisou que não se deixa "intimidar ou influenciar". 

William Barr queixa-se que críticas de Trump tornam trabalho impossível

William Barr, procurador-geral dos Estados Unidos, criticou a postura de Donald Trump no caso de Roger Stone, antigo aliado do Presidente, e diz que não será "intimado ou influenciado" por ninguém nas decisões do Departamento de Justiça. "Acho que é altura de parar de <i>tweetar</i> sobre os casos criminais", acrescentou. William Barr, procurador-geral dos Estados Unidos, criticou a postura de Donald Trump no caso de Roger Stone, antigo aliado do Presidente, e diz que não será "intimado ou influenciado" por ninguém nas decisões do Departamento de Justiça. "Acho que é altura de parar de <i>tweetar</i> sobre os casos criminais", acrescentou.

Procurador-geral dos Estados Unidos: "Os tweets de Trump tornam o meu trabalho impossível"

“#OkOk Trumpetes! @realDonaldTrump só ñ ganha de novo se cair do cavalo... Veeeeeeeeeja! https://t.co/MHcPdcckND”

Nelson Rubens on Twitter: "#OkOk Trumpetes! @realDonaldTrump só ñ ganha de novo se cair do cavalo... Veeeeeeeeeja!… "

“Sob a grande liderança de @realDonaldTrump, o mundo vai ficando cada vez mais seguro Parabéns ao povo americano por mais esta vitória na guerra contra o terrorismo 👍 https://t.co/zLFdpCVeC4”

Eduardo Bolsonaro🇧🇷 on Twitter: "Sob a grande liderança de @realDonaldTrump, o mundo vai ficando cada vez mais seguro Parabéns ao povo americano por mais esta vitória na guerra contra o terrorismo 👍 https://t.co/zLFdpCVeC4"

“Os EUA, sob o comando de @realDonaldTrump, vem transformando o mundo num lugar muito mais seguro. Tolerância Zero com o terrorismo. Parabéns ao povo americano! Via @conexaopolitica Link da matéria: https://t.co/gfB158pajh”

Daniel Silveira on Twitter: "Os EUA, sob o comando de @realDonaldTrump, vem transformando o mundo num lugar muito mais seguro. Tolerância Zero com o terrorismo. Parabéns ao povo americano! Via @conexaopolitica Link da matéria: https://t.co/gfB158pajh… https://t.co/Q4jRLpBfwS"

“Presidente dos Estados Unidos, @realDonaldTrump, foi absolvido nas duas votações no Senado, em uma por 52 votos a 48 e na outra, por 53 votos a 47. Mais uma vez, não deu pra esquerda americana.”

Caroline De Toni on Twitter: "Presidente dos Estados Unidos, @realDonaldTrump, foi absolvido nas duas votações no Senado, em uma por 52 votos a 48 e na outra, por 53 votos a 47. Mais uma vez, não deu pra esquerda americana.… https://t.co/rpDpxNluOa"

O governo Trump escalou dramaticamente sua guerra com os chamados estados santuários na segunda-feira, movendo uma ação contra a Califórnia e Nova JerseyO governo Trump escalou dramaticamente sua guerra com os chamados estados santuários na segunda-feira, movendo uma ação contra a Califórnia e Nova Jersey

Administração Trump entra em guerra com estados por causa de imigração -

P presidente reagiu à diminuição da pena ao seu ex-consultor, condenado entre 7 a 9 anos de prisão, pelo Departamento de Justiça. Isto depois de Trump...P presidente reagiu à diminuição da pena ao seu ex-consultor, condenado entre 7 a 9 anos de prisão, pelo Departamento de Justiça. Isto depois de Trump...

Redução de pena a ex-consultor. Trump diz que tem o direito de interferir em casos judiciais – Observador

O presidente dos EUA pressiona procuradores e juízes e afasta testemunhas do processo de destituição. "Comportamento de fascistas de estados falhados", respondeu Hillary Clinton.O presidente dos EUA pressiona procuradores e juízes e afasta testemunhas do processo de destituição. "Comportamento de fascistas de estados falhados", respondeu Hillary Clinton.

Donald Trump ataca justiça e testemunhas do impeachment - DN

Interferência em assuntos do Departamento de Justiça é incomum, mas o Presidente norte-americano não hesitou em fazer pressão. Para além disso, não nega a possibilidade de conceder um perdão presidencialInterferência em assuntos do Departamento de Justiça é incomum, mas o Presidente norte-americano não hesitou em fazer pressão. Para além disso, não nega a possibilidade de conceder um perdão presidencial

Expresso | “Há assassinos que não apanham nove anos de prisão.” Trump volta a atacar procuradores no caso Roger Stone

Roger Stone foi considerado culpado por tentar obstruir a justiça, por mentir ao Congresso e por ter tentado pressionar testemunhas....Roger Stone foi considerado culpado por tentar obstruir a justiça, por mentir ao Congresso e por ter tentado pressionar testemunhas....

Possivel interferência de Trump. Procuradores demitem-se do caso Roger Stone - ZAP

O procurador-geral dos EUA --cargo equivalente ao de secretário de Justiça--, William Barr, disse que os ataques de Donald Trump contra o Departamento de Justiça tornaram seu trabalho impossível...O procurador-geral dos EUA --cargo equivalente ao de secretário de Justiça--, William Barr, disse que os ataques de Donald Trump contra o Departamento de Justiça tornaram seu trabalho impossível...

Secretário de Justiça dos EUA diz que ataques de Trump tornam seu trabalho 'impossível'

Secretário de Justiça interveio para reduzir pena de Roger Stone, estrategista republicano e amigo do presidenteSecretário de Justiça interveio para reduzir pena de Roger Stone, estrategista republicano e amigo do presidente

Após interferência de Trump na Justiça, promotores temem pressão da Casa Branca - Jornal O Globo

Depois de todos os quatro promotores que escreveram o memorando inicial recomendando até nove anos de prisão para Roger Stone, velho aliado do Presidente dos EUA, terem pedido para ser retirados do processo esta terça-feira, o Departamento de Justiça norte-americano continua debaixo de fogoDepois de todos os quatro promotores que escreveram o memorando inicial recomendando até nove anos de prisão para Roger Stone, velho aliado do Presidente dos EUA, terem pedido para ser retirados do processo esta terça-feira, o Departamento de Justiça norte-americano continua debaixo de fogo

Expresso | Trump queixou-se, pena de Roger Stone foi reduzida. Departamento de Justiça é suspeito de ceder às pressões do Presidente

Depois de todos os quatro promotores que escreveram o memorando inicial recomendando até nove anos de prisão para Roger Stone, velho aliado do Presidente dos EUA, terem pedido para ser retirados do processo esta terça-feira, o Departamento de Justiça norte-americano continua debaixo de fogoDepois de todos os quatro promotores que escreveram o memorando inicial recomendando até nove anos de prisão para Roger Stone, velho aliado do Presidente dos EUA, terem pedido para ser retirados do processo esta terça-feira, o Departamento de Justiça norte-americano continua debaixo de fogo

Expresso | Trump queixou-se, pena de Roger Stone foi reduzida. Departamento de Justiça é suspeito de ceder às pressões do Presidente

'Não consigo fazer o meu trabalho com constantes comentários que me enfraquecem', disse William Barr sobre tuítes do presidente americano'Não consigo fazer o meu trabalho com constantes comentários que me enfraquecem', disse William Barr sobre tuítes do presidente americano

Secretário de Justiça dos EUA acusa Trump de dificultar seu trabalho | VEJA